As melhores DICAS estão aqui!!

Como está hoje o menino desnutrido que foi abandonado por ser considerado bruxo vai te impressionar

Lembra do caso do menino nigeriano que comoveu o mundo? O pequeno Hope, garoto da Nigéria, atualmente com seis anos, foi abandonado pelos próprios pais, moradores de uma aldeia nigeriana, porque eles acreditavam que a criança era um bruxo ou amaldiçoado.

De acordo com a informação do portal de notícias Pais&Filhos, o menino estava extremamente desnutrido e acabou sendo adotado por uma mulher que o encontrou quando ele tinha somente dois anos.

Anja Rinnggren, uma ativista dinamarquesa que é fundadora da ONG Fundação para o Desenvolvimento e Educação de Crianças Africanas com Aids, publicou uma atualização recente sobre o estado da criança, mostrando como o pequeno está quatro anos depois de ter sido resgatado.

A ativista contou que antes do resgate de Hope, a ONG já havia salvado mais de 50 crianças que também estavam em condições péssimas.

Os pais de Hope não estavam na aldeia, eles o deixaram na rua e os moradores locais alegaram que o menino seria um mago.

Na ocasião, ele foi levado para o hospital para poder fazer o tratamento.

Como está hoje o menino desnutrido que foi abandonado por ser considerado bruxo vai te impressionar

Hoje em dia, ele é um garotinho completamente diferente daquela criança desnutrida.

Hope está saudável e forte, gosta de atividades comuns à sua idade, brincar com os amigos e ir à escola.

Nas fotos divulgadas pela mãe do pequeno, ela fez questão de escrever um lindo texto sobre superação e orgulho do filho.

“Quero compartilhar fotos de Hope como ele se parece hoje, 4 anos após o resgate. Um menino muito forte, inteligente, engraçado e lindo que, apesar de todas as adversidades, sobreviveu!”, disse.

Como está hoje o menino desnutrido que foi abandonado por ser considerado bruxo vai te impressionar

Anja concluiu sua mensagem falando como está o filho nos dias de hoje.

Ela fez questão de ressaltar a importância da educação, dizendo que é a principal fonte de conhecimento e que o pequeno vai à escola todos os dias, assim como as outras crianças que foram resgatadas pela instituição.

A ativista ainda fez questão de falar que Hope aprendeu que o ódio é um fardo muito grande para se carregar e que o que realmente importa é o amor.

você pode gostar também